NOSSO BLOG

COMO SE LIVRAR DO MAU HÁLITO?

Além de trazer desconforto, isso é um problema para sua saúde bucal. E muitos não se sentem à vontade de informar à sobre essa situação. A boa notícia é que o mau hálito não só pode como deve ser controlado e o tratamento é mais fácil que você imagina.

O QUE É HALITOSE

O mau hálito não é considerado uma doença, mas sim uma situação que indica que algo está errado com a sua saúde. Por isso ele é considerado sintoma comum de muitas doenças.

Não é raro encontrar pacientes com halitose que desenvolvem outros problemas mais sérios, sequer relacionados à doença, mas totalmente vinculados ao sintoma. Insegurança, depressão, problemas de socialização e isolamento são exemplos comuns que encontramos no dia a dia. Mas o que você precisa saber sobre halitose?

Ela pode ser classificada em três tipos: objetiva, subjetiva e controlada. Entenda o que significa cada um deles!

HALITOSE OBJETIVA

Mau cheiro evidente, facilmente percebida por pessoas ao redor, geralmente o paciente sabe do problema e o diagnóstico pode ser feito por meio de testes realizados por um profissional da área de saúde.

HALITOSE SUBJETIVA

Esse é um pouco diferente. Nela, o paciente acredita ter mau hálito, apresenta diversas consequências, entretanto, não existem sinais evidentes do problema. Nessa situação, é comum que a halitose não exista ou esteja controlada.

HALITOSE CONTROLADA

O paciente com esse tipo de halitose tende a controlar o mau hálito com balas e chicletes. Veja que se trata de uma forma de mascarar um problema, por isso é importante sempre buscar orientações do dentista.

A halitose controlada apresenta muitas consequências, como inseguranças e alterações no comportamento do paciente.

Descubra, a seguir, como se livrar do mau hálito adotando pequenas mudanças na sua rotina e no cuidado com a sua saúde!

HIGIENE BUCAL

Segundo especialistas, problemas bucais correspondem a mais de 90% dos casos de mau hálito. Por isso, é importante cuidar da higiene bucal com muita atenção.

Isso significa que você deve escovar os dentes após as refeições, usar o fio dental para uma limpeza mais completa e enxaguantes bucais sem álcool. Estas são três medidas fundamentais para vencer o mau hálito e contribuir para a saúde bucal. Lembrando-se de consultar seu dentista que pode indicar os produtos ideais que devem ser usados.

A manutenção da saúde bucal é um dos primeiros passos para deixar o mau hálito bem longe e garantir melhora na sua autoestima.

ALIMENTAÇÃO

A alimentação ajuda no combate ao mau hálito. Medidas como evitar o excesso de alimentos condimentados, em conserva (pois aumentam a acidez na boca) e café, certamente contribuem para o controle da halitose.

Além disso, alimentos como alho, cebola e mariscos são verdadeiros vilões do hálito. Se você gosta de consumir esses alimentos a dica é: após o consumo, invista em uma boa higiene bucal.

Além disso, muitos alimentos podem te auxiliar a manter sua boca refrescada e com hálito saudável. O consumo de frutas como a maçã, laranja e de suco de limão; de legumes como o pepino e a cenoura; e de outros como a hortelã e o gengibre, são ótimas escolhas para quem deseja fugir do mau hálito.

Finalmente, evite longos períodos de jejum já que eles também favorecem o mau hálito e não deixe de se manter hidratado, bebendo água com frequência.   

EVITE CIGARRO E ÁLCOOL

O cigarro e o consumo em excesso de bebidas alcoólicas são inimigos do hálito saudável. Evite-os e combine com os cuidados referentes acima que, com certeza, haverá uma grande melhora.

O cigarro, além de fazer mal para a saúde em geral, é um dos grandes vilões da saúde bucal. Muitos pacientes sofrem problemas graves relacionados aos dentes em razão do consumo descontrolado deste tipo de produto.

SAÚDE GASTROINTESTINAL

Em alguns casos, o mau hálito tem origem em problemas gastrointestinais, como o refluxo, por exemplo, doença na qual o ácido do estômago retorna ao esôfago e em direção à boca.

O médico da área é especializado em problemas do estômago ou do intestino, e poderá avaliar o seu caso indicar o tratamento adequado para cuidar do mau hálito.

RESSECAMENTO DA BOCA

Também conhecida como xerostomia, pode provocar o mau hálito em razão da descamação que ocorre nas células da língua. Isso ocorre quando há redução na produção da saliva. Além do mau hálito ela pode causar dificuldade para engolir, falar e dores de garganta.

CUIDADOS COM A SAÚDE EM GERAL

Já mencionamos que o mau hálito pode estar relacionado com doenças gastrointestinais. Mas você sabia que, além delas, outras patologias podem causar sintomas como o mau hálito. É o caso da sinusite e da diabetes, por exemplo.

Mesmo que não pareça é importante sempre estar com a saúde em dia, pois doenças podem se manifestar pelo mau hálito, assim como a diabetes e a sinusite, já que o paciente sofre com coriza, que faz com que o muco em excesso escorra pela garganta, resultado em sintomas como o mau hálito, por exemplo, no caso da sinusite. Enquanto a diabetes causa flutuação dos níveis de açúcar no sangue, deixando o paciente vulnerável ao mau hálito, geralmente está associado a problemas periodontais.

VISITAS REGULARES AO DENTISTA

Somente o profissional da área sabe como pode te ajudar a esses problemas. As visitas regulares servem para que ele detecte doenças antes mesmo de você perceber que elas podem estar ali.

A limpeza dos dentes combate o tártaro, cáries e promove toda a higiene que sozinho não é possível, mesmo que siga uma rotina correta, ainda há lugares na boca de difícil acesso.

Sendo assim, o que achou das dicas? Caso tenha interesse, temos muitas outras postagens de como cuidar da sua saúde bucal!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram